jan 272010
 

A primeira vez em que a minha filha trouxe da escola a atividade da família eu fiquei confusa em como levar para os colegas dela. Porque sempre converso muito com ela a respeito dos tipos de família (aquela que não é composta por pai, mãe e filhos mostro que existem crianças que moram só com a mamãe, outras só com o papai, outras só com os avós, outras só com a mamãe, outras com a mamãe e a vovó e etc …)e ela assimilou muito bem e quebramos o paradigma de que família é: pai, mãe e filhos.

Família pra mim é o amor que uni as pessoas. Minha mãe me criou sozinha e ela é minha referencia de família. Minha mãe, eu e minha irmã somos uma família, logo a Gabi chegou e para a Gabi a referencia inicial de família sou eu, que logo nos agregou a minha mãe e irmã então nossa família aumentou se formos analisar a nossa família é maior do que imaginamos.

Quando vejo a necessidade de falar sobre o pai eu falo, quando ela pergunta eu falo e sempre com muita ternura apesar dos pesares eu falo as coisas boas do pai dela (oi?) ela não tem culpa do pai que tem, enfim… Levar isso pra escola sem que ela se sinta descriminada me deixou confusa mas agi do jeito que achei certo, sensato, honesto comigo e com minha filha e tem dado certo.

A atividade desse ano é que eles pediram uma foto dela pequenininha, uma atual e uma foto da família.

Então peguei uma foto que está eu, ela e o pai e uma foto em que está eu, ela, minha mãe, minha irmã e meu sobrinho e outra eu ela e minha mãe.

Ela simplesmente a-r-r-a-s-o-u na explicação, na hora que estávamos juntas fazendo a tarefa ela disse: “olha mamãe existem muitos tipos de familias* veja esse exemplo: Eu, você e meu pai. Ele mora na casa dele e eu na minha.

Mas aí tem eu, tu e a vó que *tamus* sempre juntas. Mas aí tem minha tia que não mora aqui, mas também *tamus* juntas.

Eu sempre explico as coisas para que ela entenda que a família não é só eu, ou só ela, que a família é quem está junto dela e quem de certa forma compõe o mundo dela.

Mãe, pai, avó, avô, bisavó, bisavô, tio, tia, tio mãe, tia da vó, primo, primo da prima, prima do primo da prima, irmão, irmã, irmão por parte de pai, irmão por parte de mãe, o melhor amigo, a melhor a amiga…

A família é nossa segunda identidade capaz de criar a primeira.

Leia também :

Fernanda Ramalho

Mãe, Publicitaria, Acreana do pé rachado, Louca por fotografia, Mulher, Completa, especialista em limpar vomito e bumbum de nenem. Também sou ponto de referência. Sim "logo ali depois daquela gordinha" mas isso vai mudar coloquei o balão intragastrico dia 8 de Junho e em 7 meses eliminei 39 kilos mas ainda não atingi minha meta portanto continuo em pleno processo de emagrecimento e ainda no ano de 2011 irei para o segundo balão intragastrico.

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

   
© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha