jan 272010
 

Porque mudanças de rotina exigem de mim mudanças internas, tenho vivido um momento incomum da minha vida, desde que o pai da minha filha resolveu ser um pai presente. Estou feliz porque tudo que faz minha filha feliz também me deixa feliz, ele pensar no relacionamento pai x filha foi a melhor coisa que poderia ter acontecido nesses cinco anos, queria eu que tudo isso tivesse acontecido naturalmente e espontaneamente logo que ela nasceu porém não aconteceu e sei que nunca é tarde pra recomeçar, mesmo ele tendo perdido momentos únicos e incríveis, ainda assim é possível recomeçar e aproveitar os momentos que estão por vir e ele tem aceitado as limitações da minha filha e as minhas também. É que não da pra cair de para – quedas na vida de uma criança de cinco anos e fingir que não foi ausente durante esse período. O pai da minha filha tem compreendido toda essa situação e isso me deixa feliz, porque vejo que ele está disposto a construir uma relação, pouco a pouco, sem pressa, sem exigir nada em troca, ele tem feito o papel de pai. É incrível ne? Mas depois do trabalho pelo menos uma vez por semana ele passa na minha casa pra fazer a tarefa com ela, nos outros dias da semana ele vem só pra brincar (como se ele falasse pra ela: “to aqui pro que você precisar, agora você pode confiar em mim”) e brincam, conversam (e também me enchem o saco *piada interna*), se falam pelo telefone praticamente todos os dias. Mas mesmo assim confiando e vendo que ele está disposto a construir uma relação e a contribuir emocionalmente também eu ainda sofro quando eles saem e eu fico, mas como recompensa eu recebo abraços carinhosos e beijos gostosos da minha filha, quando ela volta dizendo que sentiu saudades de mim, enquanto eu quase morri por ter que ficar sem ela por algumas horinhas. (desce um diazepan aí? Piada interna²) Eu não estava preparada para certas mudanças de rotina porque mexer do lado de dentro da bastante trabalho, mas existem coisas que não da simplesmente pra deixar pra lá, é preciso bagunçar tudo pra depois arrumar e colocar tudo no lugar certo e agora sim posso dizer que a minha vida está sendo reorganizada. No começo foi bem mais difícil pra mim, porque apesar de tudo e por tudo eu nunca interferi na relação pai x filha. Construir essa relação é uma tarefa diária através de palavras e atitudes. Eles estão se conhecendo e meu desejo é que eles se conheçam muito, que o pai seja pai, que a filha seja filha e que sejamos todos amigos. Porque acima de qualquer coisa, a prioridade é minha filha, o bem estar dela. Não a obrigamos a nada, ela sai com ele quando quer ir, brinca quando quer brincar e se em algum momento não estiver sendo legal pra ela, conversaremos para saber onde está o erro.

Andava meio que ausente do blog, porque sinceramente eu não estava conseguindo organizar meus pensamentos e minhas emoções, mas me sinto na obrigação saudável de contar pra vocês minhas queridas (and queridos) leitores o meu momento, porque desde que me tornei blogueira há mais de 6 anos eu já ajudei tanta gente (e também já fui ajudada) que sei que esse post pode ajudar um montão de mães que criam seus filhos sozinhas a reavaliar sentimentos e atitudes. E isso me faz ter prazer em escrever, porque o melhor de escrever é escrever e ainda conseguir mudar a vida de alguém.

Leia também :

  • Hoje conheci uma mãe que não deixa seu filho de 3 anos n ...

  • É perto do dia dos pais que uma mãe solteira mais sofre, ...

  • Enquanto mãe... Eu abro mão de sonhos, sentimentos e d ...

Fernanda Ramalho

Mãe, Publicitaria, Acreana do pé rachado, Louca por fotografia, Mulher, Completa, especialista em limpar vomito e bumbum de nenem. Também sou ponto de referência. Sim "logo ali depois daquela gordinha" mas isso vai mudar coloquei o balão intragastrico dia 8 de Junho e em 7 meses eliminei 39 kilos mas ainda não atingi minha meta portanto continuo em pleno processo de emagrecimento e ainda no ano de 2011 irei para o segundo balão intragastrico.

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

   
© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha