Quando fiquei disposta a mudar minha vida, minha alimentação e minha rotina eu não imaginei que fosse mudar o de muitas pessoas ao meu redor, como mãe, irmã, secretaria, amigos e principalmente minha filha.

Gabizinha  nasceu com baixo peso e ninguém esperava que depois de 2 anos ela fosse se tornar uma criança gordinha, mas o fator alimentação não foi o principal (apenas contribuiu), porque ela até 3 anos era bem chatinha pra comer, na verdade ainda é. (pra salada e feijão)  Tem o fator genético e o fator medicamentoso. Minha filha já tomou muito corticóide devido as alergias e pneumonias que já teve.

Antes de colocar o balão eu expliquei pra Gabriella tudo o que aconteceria comigo e porque iria acontecer aquilo, expliquei que sempre fui gordinha e linda (modéstia passou longe hein?) e que ser gordinha não é problema algum desde que seja gordo e saudável. Só que um dia a gordura vai alem do que o corpo aguenta e começam aparecer doenças, no meu caso foi o fígado que gritou e eu não quero que o corpo dela sofra. E eu não quero que minha filha passe por nada do que passei, eu sofria bullying na escola por ser gorda, eu sempre era excluída de algumas coisas da “tchurma” por ser gorda, sofri bullying na família, tenho um tio que quando criança me fazia passar vergonha demais, quando eu ia pra piscina e ele estava lá ele ficava falando: “êe gordinha, vai secar a piscina” quando eu entrava na piscina ele dizia: “eita acabou a água da piscina vai ter que encher mais” eu era criança e aquilo me deixava constrangida, pra mim foi mais fácil deixar de ir a piscina e até hoje não vou a piscina nenhuma é uma coisa que preciso superar e vou superar…

Mas  essa discriminação e esses apelidinhos de mau gosto só aconteceram até o dia que aprendi e me posicionei quanto a minha gordura, eu me amei de verdade, assumi meus quilos a mais, fui feliz e ignorei as pessoas que não me tratavam bem por eu ser gorda.  (mas o trauma da piscina ficou – o unico, talvez isso tenha me magoada mais por ter sido alguem da minha filha, até hoje eu não suporto nem olhar pra esse tio, não suporto e todo mundo sabe disso)

Foi  um período chato e difícil da minha vida. Eu sou filha de uma geração que ter filho gordinho era cutie demais, que criança gorda que era criança bonita! Sou filha de uma geração que encher o filho de comida qualquer comida era sinônimo de bom apetite, sou filha de uma geração que não sabia o que era light, diet, trans, carboidratos, açúcar bom e açúcar ruim.

Depois que coloquei o balão intragastrico, a minha mudança fez Gabriella perder 5 kilos em 3 meses, só por esse fato o balão valeu a pena (em dobro porque em 3 meses já perdi 24 kilos). Ela está muito feliz com as roupas que voltaram a dar nela, quando as pessoas percebem que ela emagreceu os olhos dela brilham….

Antes mesmo de colocar o balão intragastrico aqui em casa tínhamos regras como:

  • Refrigerante só final de semana e olhe lá.
  • Dar preferência aos sucos e alimentos integrais.
  • Evitar frituras e óleos.
  • Salgadinhos (como fandangos & Cia) só de vez em nunca.
  • Doces só em festas.
  • Sorvetes calóricos só final de semana.  Na semana  (e esporadicamente) era permitido de frutas, afinal eu moro no Acre aqui é muito quente e negar sorvete só em caso de doença mesmo.

Mas isso não era o suficiente! Foi preciso eu colocar o balão intragastrico para que a família inteira se conscientizasse da alimentação, da importância de se alimentar bem!

Hoje Gabriella foi na nutricionista e a nutricionista é ótima, deu pra ver que ela também é preparada para atender crianças. Gabriella adorou! Como Gabriella já perdeu 5 kilos, no momento a meta é manter o peso perdido  e se der pra perder 1 kilo por mês ótimo, se não é apenas manter, Gabriella  está em fase de crescimento, hoje ela tem 5 anos e já tem altura de uma menina de 7/8 anos. UoooooooU eu tenho uma gigante adorável em casa!!!

Gabriella diz que não suporta salada e a medica usou o poder do convencimento para provar que ela poderia gostar de salada sim a medica explicou que: para falar que não gostamos de algo precisamos ter experimentado esse alimento por pelo menos 10 vezes, ou seja, é necessário provar varias vezes por vários dias até o organismo se adaptar aquele sabor. Ela mostrou a pirâmide alimentar pra Gabriella de uma forma bem divertida ao invés de aplicar um cardápio traumatizante ela aplicou dicas para uso diário e religiosamente!!!!!!!! (se alguém quiser é só enviar e-mail pra mim: idealizando@gmail.com)

Estou muito satisfeita com os resultados que o balão intragastrico tem proporcionado a mim e para aqueles que estão ao meu redor.  Quero que minha filha seja filha de uma geração que se alimenta bem, que se preocupa não com a estética e sim com a saúde. Que seja filha de uma geração de decisões inteligentes, que ao invés de comer manteiga cabeça de touro escolha comer margarina light, geléias e etc. Que possa comer chocolate, tapioca, tacacá e etc… mas tudo moderadamente.

Eu quero ser mãe de uma geração que saiba fazer escolhas!!!

Foto tirada ainda pouco no supermercado pelo @jamespequeno

Olha quanta coisa gostosa ali atrás, só vi agora haahah ainda bem que já estou em casa!!!

Leia também :

Fernanda Ramalho

Mãe, Publicitaria, Acreana do pé rachado, Louca por fotografia, Mulher, Completa, especialista em limpar vomito e bumbum de nenem. Também sou ponto de referência. Sim "logo ali depois daquela gordinha" mas isso vai mudar coloquei o balão intragastrico dia 8 de Junho e em 7 meses eliminei 39 kilos mas ainda não atingi minha meta portanto continuo em pleno processo de emagrecimento e ainda no ano de 2011 irei para o segundo balão intragastrico.

  18 Responses to “Mudança de habito – Criança com sobrepeso”

  1. E ISSO AI FE EU COMPARTILHO SUA OPINIÃO.TB FAÇO PARTE DESSA GERAÇÃO E TOMO MAIS CUIDADO COM MINHA FILHA.APESAR DE QUE COM ELA E O INVERSO,ELA ESTA SEMPRE QUASE ABAIXO DO PESO.ELA TB TEM 5 ANOS E ALTURA DE 7 AOS 4 COMEÇOU A TROCAR OS DENTES E JA TROCOU 5.E SUPER ESPERTA E GRAÇAS A DEUS COME BEM MELHOR DO QUE EU NA IDADE DELA.ELA AMA VEGETAIS E FRUTAS MAS TB AMA DOCES E CHOCOLATE.GOSTA DE TUDO NATURAL E PRINCIPALMENTE ADORA COMER AS COMIDINHAS DA MAMÃE (COMO ELA MESMO SE REFERE COM RELAÇÃO A MINHA ALIMENTAÇÃO ESPECIAL)É APAIXONADA POR DERIVADOS DE SOJA E PÃO INTEGRAL.MINHA MÃE FICA IRADA POR EU SO DAR STEVIA PRA ELA INVES DE AÇUCAR.MINHA MÃE ACHA O FIM DO MUNDO EU CONTROLAR A ALIMENTAÇÃO DELA.NO MEU CASO,SOFRI MUITO BULLING EM FAMILIA PRINCIPALMENTE COM MINHA MÃE.SEGUNDO ELA EU SOU PREGUIÇOSA E SEM VERGONHA POR SER OBESA.MAIS E ISSO AI,NOSSO BALÃO TA AJUDANDO NÃO SÓ A NÓS,MAS AS PESSOAS QUE AMAMOS TB.FORÇA E FELICIDADES PRA VC E SUA PIMPOLHA.

  2. Oi amiga, vi seu post e não pude deixar de comentar. Tbm tenho um filho com sobrepeso. Ele está bem gordinho. Desde que começei minha Reeducação Alimentar venho falando com ele sobre alimentação e as vantagens de ser magro e saudável. Ele não emagreceu, mas manteve o peso e como está crescendo muito eu tenho a sensação que ele emagreceu. É uma luta né? Não queremos que eles passem o que passamos. Bjos flor

  3. Fê, muito bacana isso! Eu gostaria que a Sofia tivesse essa percepção tbm, pq, por incrível que pareça, depois que comecei a namorar com o Sandro, tenho cuidado mais da minha alimentação. Não do jeito que eu queria de verdade AINDA, mas tenho comido mais frutas, legumes e verduras. Já combinamos que na nossa casa teremos mais comidas saudáveis e menos porcarias… Espero que a mudança de casa e de rotina envolva a Sofia! E tbm a influência das filhas dele… rs
    Bjks

  4. Oi Fe!
    Nossa, fico super feliz que todas essas boas mudanças estejam acontecendo em sua vida! Eu sou filha de um pai macrobiótico e de uma mãe geração coca-cola, rs. Na minha casa tinha arroz integral ao lado da batata frita, entende? Mas por fim meu pai conseguiu influenciar a minha mãe para ser mais saudável, e minha mãe ensinou meu pai a ser beeeeeeeeeeem menos radical. Eu adoro tudo que é saudável, o problema é que adoro as besteirinhas também (leia-se doces, chocolate). A Luana leva para a escola sanduíche feito em casa com salada e blanquete de peru, ou salada de frutas e ouve gracinhas dos amigos, porque ser ter atitudes saudáveis, ainda não é comum assim não. E por ela ser a mais alta da turma e magra (e olha, nem é tão magra assim!) seu apelidos são girafa e bambu. Mas agora ela nem liga. É a vida, ou a gente é comum e passa desapercebido, ou as pessoas se incomodam com a gente. Beijos pra vcs.
    Ps: vou te escrever pro e-mail!

  5. Fernanda…
    O balão também mudou minha vida muito além dos 10 kg perdidos em 1 mês e 5 dias!!
    Para começar… parei de fumar… só isso já valeu o investimento…. Meu marido também parou de fumar!!
    Meus filhos não comem mais besteiras (somente em festas), meu marido está se alimentando melhor, a babá dos meus filhos já perdeu uns kgs com essa história… BOm demais, né? Ser saudável e ainda influenciar as pessoas que vc ama!!
    NO meu trabalho, coloquei todas as amigas próximas para fazer Pilates comigo… amigas estão caminhando comigo todas as manhãs…
    Fora a minha economia de dinheiro com comida… não fiz as contas… mas o q eu gastava com restaurantes e besteirinhas paga uma boa parte do balão!!!

    Beijos e parabéns para nós!!

  6. Fe ursaaaaa… hauahaua… Saudade amiga… Vim aqui dar uma espiadinha… Simplesmente amei toda essa mudança… Parabéns para você e para todos ao seu redor… Vocês estão lindasssssss… AMEIIIIII!!!! Mudança de hábito é difícil mas quando conseguimos muda tudo né? Tem que valer p/ vida toda… Tenho certeza que vocês vão ser saudáveis p/ sempre…
    Mais uma vez parabéns…
    Bjokasss

  7. É incrivel como certas coisas na infância marcam a gente, né? Lendo seu post, me lembrei de uma vez, devia ter meus 9 anos de idade, fui na padaria para minha mãe e comprei um yakult para beber no caminho de volta pra casa. Passei na frente de um bar, e um cara gritou: ” OLHA LÁ O BOCA NERVOSAAAAA!! ”
    Tem coisas que machucam de um jeito… que a gente acha q nunca irá sarar, q vai ficar na nossa memória para sempre, como uma tortura. Mas, fazer o q… ninguém falou que iria ser fácil!
    Bom saber que tanto você quanto gabi estão MUITO MAIS LEVES E MELHORES DE SAÚDE, e é isso que importa!
    Grande bjo, Fer!
    p.s: vou guardar a foto do antes e depois pro fim do ano ( causar um impacto, kkkk , bjssssssss!! )

  8. Oi Fernanda, concordo plenamente com você, o meu caso é o contrario, minha filha também tem 5 anos, nasceu gordinha ( 4kilos e meio) hoje tem 1,08 e 19 kilos mas… perde peso muito rápido porque come muito pouco, também esta naquela fase chata do “não gosto”. Eu não forço a alimentação dela (tenho que aguentar o coro da familia me criticando) eu procuro diversificar e oferecer o que tem de mais saudável para ela, eu sei que logo essa fase passa ai vem a adolescência os hormonios e a coisa pode mudar mesmo porque tem a tal da genética e quando essa fase chegar quero que ela saiba se controlar e fazer opções mais saudáveis para sua vida. Assim como você eu também sofri muito com as criticas ou melhor bullyng na familia, principalmente do meu pai que não media esforços para fazer comentários infelizes na frente de todo mundo. Eu também tenho alguns traumas por conta disso.
    Mas enfim parabéns isso é uma demonstração de amor tenho certeza que nossas filhas serão bem saudáveis, lindas e felizes.

  9. FÊ, que coisa boa, esse balão está sendo revolucionario na familia todinha, né ? A Gabizinha é inteligente e esperta demais, está aprendendo direitinho a liçao, e se já conseguiu emagrecer  tanto assim espontaneamente, mostra que é guerreira que nem a mãe! Eu  mesma, para perder 5 Kg, preciso de muito sacrificio e planejamento. Bjs e parabéns

  10. Oi Fernanda, adorei seu post, sou Nutricionista tbm e saber que vc buscou os profissionais adequados para conseguir seus objetivos me deixa muito feliz, pq a maioria das pessoas não apostam nestes profissionais.
    Parabéns pelas suas mudanças para ter uma vida mais saudável, parabéns por buscar mais saúde para sua filha linda!
    :plap:

  11. Oi Fernanda, adorei seu post, sou Nutricionista tbm e saber que vc buscou os profissionais adequados para conseguir seus objetivos me deixa muito feliz, pq a maioria das pessoas não apostam nestes profissionais.
    Parabéns pelas suas mudanças para ter uma vida mais saudável, parabéns por buscar mais saúde para sua filha linda!
    =)

  12. Fernada,

    Para nós que somos mães, ver a discriminação em nossos filhos dói mais. Tenho um filho de 15 anos. Ele é bem alto para sua idade porém esta acima do peso. Fico tentando fazer com que ele mude seus hábitos alimentares, para não sofrer como eu. Tenho esperança que ele vendo meu sofrimento e tendo recorrido ao balão para emagrecer se motive e mude seu comportamento. Quero um mundo melhor para meu filhote e tudo é mais fácil na vida quando não sofremos discriminação. Não é mesmo?:-P

  13. Oi Fernanada passo sempre aqui, apesar de comentar pouco,  adoro seu blog. Quero tá parabéns, vc tá sendo demais, desejo-lhe mais e mais sucesso!!
    Bjs.

  14. Fê, OBRIGADA de coração por ter enviado a dieta para crianças. Já encaminhei para minha amiga, mas não consegui falar com ela ainda.
    Lindona, selinho no blog!
    Beijos

  15. Adorei!!! Se puder me enviar as dicas da nutrii!!!
    Lindas nas fotos…. sucesso pras duas !!!! Família que emagrece unida, permanece unida..rsrs

  16. Discordo em número, gênero e grau sobre os comentários propostos pela autora do blog. Fui da geração CABEÇA DE TOURO, sempre fiz uso, e uso até hoje, tenho 40 anos, e todas as minhas taxas de glicose, colesterol, etc são todas normais. Acho que a problemática da obesidade está mais ligada a fatores hormonais, alimentação fast food, congelados e principalmente pela falta de atividade física das crianças, que hoje ficam confinadas dentro de apartamentos ou condomínios, portanto, consomem muitas calorias e não tem como gastar essa calorias consumidas. Outras sofrem com a preguiça e a falta de pulso dos pais que não sabem impor a seus filhos comidas mais leves e saudáveis, preferem, por conveniência e falta de tempo alimentar seus filhos com pizza, ruffles, sanduíches diversos, chocolates, rodízios, refrigerantes, etc. Ninguém coloca na lancheira dos filhos frutas, até porque o filho levar dinheiro para comprar lanche é mais fácil do que os pais saírem para comprar frutas frescas na feira. Olhem a seção onde foi feita a foto….. A geração da CABEÇA DE TOURO, jogava bola, corria na rua, brincava, ia a parques, subia em árvores, nadava em rios e lagos, o que a geração ligth faz? Fica no apartamento confinada, alimentação fast food, rodízios, bolos, tudo industrializados, brincadeiras: video-game, horas e horas no orkut, youtube, Twitter, e querem que eles não engordem….. Coloquem essa gente para se movimentar que as calorias vão embora, é claro, que existem os problemas hormonais e hereditários que não podem ser descartados, mas, no geral, é confinamento mesmo e alimentação errada. Criança não escolhe o que come, desde cedo os pais tem que alimentá-los com o que é correto, pois, depois que crescerem eles continuarão a comer o que é correto.

  17. OI adorei seu comentário, pois eu tenho uma filha também sobrepeso e começamos uma reeducação alimentar na minha casa está com 15 dias e minha filha perdeu 1 quilo e eu já estava preocupada achando que era pouco demais mas como sua Gabi perdeu 5 quilos em 3 meses creio que ela também chega lá em nome de Jesus. bjos

  18. Olha eu já estava cansada de tentar emagrecer e nunca obter resultados, ja fiz varias e varias dietas e nada dava certo, até que eu assistir um vídeo explicando os problemas das dietas não darem resultados ou até dão, mais temporariamente, um estudo realisado em Harvard explica porque essas dietas malucas que estão sendo disseminadas na internet e por ai a fora não funcionam, assistam o vídeo de apresentação no site http://www.dietaparaemagrecerrapido.com.br e você vai entender o porque de tanta gente não conseguir obter o peso ideal, fim as dietas ( =’o’= ) ( =’o’= ) ( =’o’= )

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

   
© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha