Ontem Gabriella estava se preparando para sua primeira festa sem a minha presença, em comemoração ao dia da criança a escola onde ela estuda fez uma festa do pijama. Uma festa a noite! isso é tudo que uma criança deseja para se sentir  a criança mais adulta das ultimas 5 horas.

Enquanto eu arrumava os cabelos da minha pequena, a babá do meu sobrinho me liga desesperada de uma forma que mal conseguia falar enquanto eu tentava entende-la eu ouvia os gritos do meu sobrinho que tem apenas 2 anos. Eu pedi que a babá repetisse porque eu não tinha entendido (nesse momento já imaginei um milhão de coisas) Quando pedi que ela repetisse eu entendi que meu sobrinho tinha colocado um caroço de milho de pipoca no nariz.  Eu sai de casa correndo e nessa hora murphy age  de uma forma impressionante minha irmã estava na aula e tinha esquecido o celular em casa. Graças a Deus a babá conseguiu ligar pra mim mas mesmo assim murphy não achou suficiente e  eu peguei o pior transito da ultima semana e olha que minha irmã mora razoavelmente proximo a minha casa. Eu fiquei imaginando se meu sobrinho já teria aspirado o caroço de milho,  se  o milho ainda estava no nariz dele, se ele estava respirando bem e etc…

No caminho saí ligando para os hospitais, liguei pra URGIL fui orientada a ir até lá caso o milho ainda estivesse visível. Não acreditando liguei no SAMU onde a médica me orientou de forma extraordinária, aproveitando quero agradecer a parabenizar a equipe do SAMU. Fui bem orientada só que chegando na URGIL com uma criança de 2 anos no colo e com um caroço de milho no nariz a medica do plantão simplesmente disse que não retirava e na minha opinião é INCOMPETÊNCIA. Se ela é incompetente ela poderia ligar para outro médico de sobreaviso ou então ligar para o otorrino. Porque um hospital de urgência e emergência  infantil não ter um médico capacitado pra retirar um caroço de milho do nariz de uma criança é um ABSURDO. O pior de tudo foi uma médica que não estava no plantão mas estava lá, se negou a tirar porque não era o plantão dela. Isso se chama omissão de socorro.

Ficavam me empurrando de um lado para o outro e nenhuma das duas médicas se quer examinaram a criança, a médica que estava no plantão não saiu nem do consultório e eu lá fora com o menino no colo sendo enganada enquanto o pior poderia acontecer que era ela aspirar o caroço de milho que estava dentro no nariz entalado e era mais fácil subir do que descer.

Eu saí de lá (depois de xingar todo mundo) e fui para o Pronto Socorro onde fui muito bem atendida a eficiência e a ética de cada profissional dali deveria servir de exemplo para cada profissional incompetente que atende na URGIL. Aquela URGIL é um absurdo atrás do outro. Existem até estudantes de medicina que atendem crianças a noite sem a supervisão de um médico. Se não fosse a eficiência do médico do Pronto Socorro eu nem sei como meu sobrinho estaria hoje.  Que fique aqui registrada toda minha indignação com a URGIL, com médicos incompetentes que ao invés de ter compromissos com a vida querem apenas ter um diploma de médico para ter status. Medicina não é status, medicina é um compromisso e  dedicação com a vida do outro.

Graças a Deus deu tudo certo tanto para a Gabi como para o meu sobrinho que neste momento está aqui ao meu lado dançando Justin Bieber.

Ser tia é apodrecer no paraíso em dose dupla!!

Leia também :

  • Ser Criança (Gilberto dos Reis) "Ser criança é ...

  • post muito rapido. minha mãe ficou com a gabi no hospita ...

  • Ausente por tempo indeterminado. Vou fazer um resumo do ...

Fernanda Ramalho

Mãe, Publicitaria, Acreana do pé rachado, Louca por fotografia, Mulher, Completa, especialista em limpar vomito e bumbum de nenem. Também sou ponto de referência. Sim "logo ali depois daquela gordinha" mas isso vai mudar coloquei o balão intragastrico dia 8 de Junho e em 7 meses eliminei 39 kilos mas ainda não atingi minha meta portanto continuo em pleno processo de emagrecimento e ainda no ano de 2011 irei para o segundo balão intragastrico.

  4 Responses to “Entre hospitais e festa do pijama.”

  1. Ainda bem que tudo terminou bem e ele está dançando aí do seu lado!! Ufa!

    E a linda da Gabi… não quis um pijaminha da ANNA JOANA pra ir na festa do Pijama da Escola…? rs Diga pra ela que ela ficou LINDA… uma GATINHA!

    Beijos em vocês DUAS!!

    P.s.: Enviei um e.mail pra vc, sobre o sorteio!

    Beijos***

    Karina Williams
    @ANNAJOANAMODA

  2. Revoltante, Fê! Nesses casos eu penso que o nome dos médicos (inclusive a que não estava de plantão) deveriam ser anotados e denunciados! Médico tem o DEVER, MISSÃO de ajudar, atender, em qualquer circunstância!!! Que raiva!!!!
    Mas ainda bem que deu tudo certo… ainda bem que tem hospitais e médicos que levam a sua profissão a sério!
    Beijo grande!

  3. Fernada de Deus! Yuri já me deu um susto desse, menina. Quase morro, mas com jeitinho eu mesma tirei o caroço de feijão pq tava bem perto da saída. Mas foi horrível. Olha, nota 0 pra urgil, viu?? Que bom que Gabi pode curtir a festa dela e o sobrinho tá todo, todo dançando o “Dastin Biber” (É assim que o Yuri fala. rsrsrs). Bjs!

  4. Ai, por isso que em emergências eu penso duas vezes antes de levar na Urgil. Os meus dois tem convênio médico, mas no aperto eu prefiro levar nas UPA´s ou Pronto Socorro mesmo. Deus me perdoe, mas ô hospital que deixa a desejar essa urgil.

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

   
© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha