Chegou aquela época em que não podemos  falar em BBB que na hora aparece alguém dizendo “parem de falar desse lixo, BBB não é cultura”. E quem disse que eu assisto BBB pra ficar mais culta? O legal é que a maioria dessas pessoas ainda nem completaram o Ensino médio e leram pouquíssimos livros na vida. Não que eu me importe com a questão dos livros, porque pra mim lê quem quer e apenas fazer isso não confere o título de ”fodão” a ninguém.

O que me irrita é esse pedantismo todo. Essa de ”sou bom demais pra ver essa porcaria que não é cultura”. Meu amigo, isso é um programa de entretenimento. A gente não vê pra ficar mais inteligente, a gente vê pra passar o tempo, se divertir, dar umas risadas, sentir vergonha alheia. Já pensou se todo mundo pensasse assim? A vida seria uma bosta. “Ah, não vou mais à praia porque praia não vai acrescentar nenhuma cultura à minha vida”, “Ah, não vou mais mais sair pra dançar com meus amigos porque isso não vai me deixar mais inteligente”, e assim sucessivamente.

Sou redatora e pertenço a uma das melhores universidades do Rio, a UERJ, mas graças a Deus, nunca fui o tipo de pessoa insuportável e pedante que condena esse tipo de atitude. O povo quer rir, quer chegar em casa depois de um dia cheio e estressante no trabalho e relaxar. Quer ver BBB? Lindo. Quer ler um livro? Ótimo. Quer simplesmente dormir? Beleza.  As pessoas têm uma mania muito escrota de tentar se colocar superior às outras, como se isso as fizessem melhores. Vou contar uma coisinha: isso só faz de vocês uns chatos.

Falei sobre isso no twitter e um seguidor se atreveu a comparar BBB com filantropia, dizendo que as pessoas deveriam investir tempo ajudando quem precisa. ALGUÉM MERECE LER UMA PORRA DE COMPARAÇÃO DESSAS? Esse não deve nem doar roupa pra Igreja, coitado. Outro falou que o Brasil está uma merda por causa do BBB. Ah se esse povo investisse tempo protestando contra os políticos e prefeitos coronelistas que tiram tudo de gente que não tem nada… Mas estão ocupados demais votando no Tiririca como “protesto” e criticando o BBB na internet.

BBB é um programa pra passar o tempo e se divertir, e eu não espero nada mais dele.  E se você espera, o único burro aqui é você.

por @Nataliaporra

Leia também :

Fernanda Ramalho

Mãe, Publicitaria, Acreana do pé rachado, Louca por fotografia, Mulher, Completa, especialista em limpar vomito e bumbum de nenem. Também sou ponto de referência. Sim "logo ali depois daquela gordinha" mas isso vai mudar coloquei o balão intragastrico dia 8 de Junho e em 7 meses eliminei 39 kilos mas ainda não atingi minha meta portanto continuo em pleno processo de emagrecimento e ainda no ano de 2011 irei para o segundo balão intragastrico.

  9 Responses to “Ui, Ele é muito culto pra ver BBB”

  1. Tá que nem aquele povo do facebook que não aguenta o “gps” humano… ou os posts alheios.. Cada um fala, assiste, faz o que quiser… Se não aguenta… Pede p sair! kkkkkkkkk

  2. por essas e outras q sou sua fã!

    sem mais!

    ah… isso vale pra quem curte funk?!
    pq eu adoro…

  3. Oi moça,cheguei aqui através do post sobre o BBB. Não concordo com muita coisa que ele diz,pois ao meu ver,vê quem quer,comenta quem quer e quem não quer ver,nem por isso deveria ser tachado de pedante e superior.Eu não vejo pq já enjoei da fórmula desgastada e só.Mas foi bacana te encontrar e ver a sua luta para emagrecer pois tb estou nela.Tenho 82 quilos e quero chegar aos 58,sei que é bem menos que vc,mas acredite,perder o peso que for será sempre difícil.Li alguns posts seus e me identifiquei com sua garra e confiança e te desejo que vc não perca sua fé e força de vontade.Vou te adicionar aos meus favoritos!

    Abração!
    Manuela.

  4. Amei o texto e colei no meu face, com sua autoria é claro. Me deparo com gente chata assim sempre…Parabéns, o povo devia se preocupar com outras coisas.carinhso Si

  5. Hahaha! Adorei isso! Por que não vi essa imagem antes de publicar minha postagem com o tema? Eu os chamo, os pedantes, de xiitas culturais. E é bem do jeito que você falou, cada um gosta e ver o que está a fim, sem obrigação de se sentir menos ou mais inteligente.

    Muito bacana!

    Beijo!

  6. Uhuu, concordo com tudo o que você disse. Assisto BBB pra passar o tempo, nada mais. Não ficarei burro por causa disso. Seus comentários tb servem pra a TV como um todo. Muitas pessoas que se dizem “cultas” proferem por aí que não assistem TV por que isso nos deixa “alienados”… aff!

  7. Muito sensato! Concordo que algumas pessoas apelam e “vão na onda” de criticar por criticar, pra parecer mais legalzão e tudo mais. Eu assisti as 3 primeiras edições. Não assisto mais. Nem assistiria. Não tento universalizar, mas concordo com algumas críticas sobre o programa e, nesse caso, sobre o seu post.
    Primeiro que o BBB é muito mais que um programa de entretenimento. É um fenômeno social e, sendo assim, é um indicativo. Eu começo a me preocupar quando uma votação paga (quando não realizada via internet) para escolher quem vai sair do confinamento tem maior número de votos do que a eleição presidencial do país.
    O BBB, a Fazenda e esses programas são, no fim das contas, bodes expiatórios de uma crítica cultural. Concordo que as pessoas fazem o que quiserem com seu tempo. Eu adoro assistir seriados. Mas me preocupo, faço mais do que votar a cada dois anos, acompanho as leis e é muito claro que a televisão com seus programas ‘ingênuos’ de entretenimento cumprem um papel fundamental pra que a maioria das pessoas não façam o mesmo. A TV já extrapolou a esfera do entretenimento no Brasil. Já é um ícone cultural, até ritual. No Brasil não se assiste novela “de vez em quando”, pra “relaxar depois do trabalho”, simplesmente…
    Enfim, não quero me prolongar… Afinal, não tenho provas, mas posso apontar fortes indícios.
    Pelo seu post você é uma exceção. E você está longe de estar só!
    O problema são as famílias que sofrem por falta de políticas públicas, que não fazem ideia de quanto de imposto lhes é recolhido, não sabem bulhufas sobre a função de um deputado, tem um zilhão de motivos pra se emputecerem com a vida e o governo mas não sabem. Estão felizes porque a TV muitas vezes toma dessas pessoas seu único momento não mecânico do dia, seu único momento de interação social não profissional e desenvolvimento pessoal.
    Você há de concordar que a maioria dos empregos trazem desenvolvimento pessoal nos 2 primeiros meses e só. Depois é só mecânica e chateação.

    Desculpa, não quero parecer ser chato e espero profundamente que você esteja me entendo aqui.
    Eu não preciso explicar que um programa que retrata 14, 16, sei lá quantas pessoas lindas e majoritariamente rasas interagindo seja algo sem valor cultural. Ainda mais em sua 13ª edição. Mas de fato não acredito que esse interesse TÃO MASSIVO em um país tão fodido não seja um indicador de que algumas coisas vão bem mal por aqui. Just saying…

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

   
© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha