Esforço-me o tempo todo para não esquecer de como eu era, porque é bem daquele jeito que eu não quero ser NUNCA mais.

Não quero nunca mais detestar o que olho no espelho.

Não quero nunca mais ter esteatose.

Não quero nunca mais ficar indisposta física e emocionalmente.

Não quero nunca mais vestir tamanho 50. (ou mais)

Não quero nunca mais ficar com a bunda apertada na poltrona do cinema

Não quero nunca mais  que alguém me olhe com pena.

Não quero nunca mais ter pressão alta.

Não quero nunca mais não poder brincar com a minha filha.

Não quero nunca mais ter medo de ter qualquer complicação por causa da obesidade morbidade.

Não quero nunca mais ser o como eu era.

 

Sei que o câncer atrapalhou muito os meus planos e que  se não fosse a cirurgia pra retirada dos nódulos, da tireóide e os tratamentos eu já estaria com meu peso ideal, mas espera ai que eu não desisti… Eu apenas tive que fazer uma pausa, forçada eu diria e jaja eu vou ficar bem, vou ta por ai fissurada no ritmo ragatanga da vida. E apesar de ter engordado um pouco não sou um fracasso por completo né?

 

Se não da pra chegar na minha meta quero pelo menos continuar assim nessa pausa que estou dando na vida balonada.

Na verdade é uma “pausa” porque continuo na reeducação alimentar, agora com mais cuidados devido o pós cirurgico, mas faço tudo o que posso. Essa semana emagreci dois kilos e estou tentando voltar pro peso que estava quando operei,  claro que com a hormonioterapia é muito mais dificil, mas vamos lá né? vai que eu consigo!! rsrs

Hoje tive consulta e tudo na mesma, nem avanços, nem retrocessos. Tenho exames pra fazer se não tiver nenhuma intercorrência  daqui um mês retorno médico.

Bom… não sei o que a vida reserva pra mim mas eu sei o que eu quero pra mim…

Então vamo que vamo!!!

Leia também :

Fernanda Ramalho

Mãe, Publicitaria, Acreana do pé rachado, Louca por fotografia, Mulher, Completa, especialista em limpar vomito e bumbum de nenem. Também sou ponto de referência. Sim "logo ali depois daquela gordinha" mas isso vai mudar coloquei o balão intragastrico dia 8 de Junho e em 7 meses eliminei 39 kilos mas ainda não atingi minha meta portanto continuo em pleno processo de emagrecimento e ainda no ano de 2011 irei para o segundo balão intragastrico.

  3 Responses to “O que eu quero pra mim…”

  1. Bem isso!!!
    Sei que vc vai conseguir sua meta logo logo!! E vamo que vamo! =)

  2. Fernanda,
    Queria te parabenizar porque você ficou ainda mais linda magra e por compartilhar com a gente o que estas passando. é muito bom ver que não somos os únicos gordinho no mundo e, nem os que colocam o balaozinho… Adoro as dicas e ler os comentários. Você se tornou uma “inspiração viva” para mim. Pois vejo que se você, e tantas outras pessoas, conseguem eu também conseguirei.
    Sucesso e continue cada vez mais bonita!
    Marina

  3. Fernanda, o que vc passou eu tb passei, a retirada da tireóide, ou melhor, a perda de uma parte geradora de hormônios bagunça nosso organismo, nossas emoções. Tirei em 2006 e até hoje tenho alterações de humor, além do peso, que oscila bastante. Daí a ideia de pôr o balão, já que tento n vezes emagrecer com dieta e exercícios e nada. TÔ com quase 100kg, 34 anos, 1.70m, uma filhota de 8 meses e muito, muito angustiada com meu peso e meu visual no espelho. Tenho até vergonha de comprar roupas…
    Gostaria de saber como você está atualmente e se conhece algum médico no RJ que faça tal procedimento. Tenho pesquisado alguns na net, mas é bom uma referência!
    abs, obrigada!

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

   
© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha