1.       Consigo ver a periquita nitidamente sem me curvar. (oi?)

2.       Posso comprar em loja plus size e também em lojas não plus size

3.       Consigo subir escadas correndo sem ter que segurar o coração na mão.

4.       Tenho mais disposição.

5.       Tenho mais saúde.

6.       Estou mais desinibida.

7.       Sexo está melhor.

8.       Maior controle na ansiedade, já que não desconto na comida… eu desconto… nas… nas… pessoas! Há

9.       Não tenho mais crises seguidas de neuralgia do trigêmeo.

10.   Aprendi a controlar melhor minhas emoções. (e descontar somente em quem merece)

11.   Aprendi a fazer escolhas.

12.   Deixei de roncar.

13.   Qualidade do sono melhorou muito.

14.   Estou menos ofegante.

15.   Uso salto 15 e posso dançar a noite inteira com ele.

16.   Não tenho mais unha encravada. Sim, unha encravada também se dá por excesso de peso.

17.   Minha enxaqueca diminuiu muito, logo porque não ingiro alimentos condimentados, refrigerantes e chocolates.

18.   Brinco muito mais de dançar e correr com minha filha.

19.   Minha pele melhorou muito!!!

20.   Não estou magra mas a diferença de tratamento das pessoas comigo MELHOROU MUITO! Posso até ainda ser ponto de referencia. (Bem alí logo depois daquela gordinha) mas a maioria das vezes para a maioria das pessoas eu sou a Fernanda mesmo.

21.   Meu pé diminuiu. Eu estava calçando 41/42. Voltei pro 39/40

22.   Antes era impossivel encontrar uma coisa que eu me sentisse atraente. Hoje tem sido muito facil comprar roupas que eu me sinta atraente.

23.   Me olho no espelho e consigo ver que não sou mais apenas uma gordinha de rostinho bonito.

24.   Me sinto ainda mais determinada para alcançar meus objetivos.

25.   Autoestima totalmente em fase de recuperação. 70% recuparada. O restante só depois da plastica.

26.   Não tenho mais esteatose

27.   Não tenho mais compressão de pancreas.

28.   Hoje me amo muito mais.

29.   Me cuido muito mais.

30.   Me valorizo muito mais;

31. Aprendi a dizer: NÃO.

© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha