Filha,

Há um pouco mais de um mês você ficou muito doente, conseqüência de outros dodois que você teve ao longo da vida. Você sempre foi uma menina forte de saúde frágil e por isso mamãe largou tudo pra cuidar de você, pra te dar atenção e cuidar de você como você merece e precisa. Tem gente que não entende, mas sabe ainda bem que essa gente não tem filho com saúde frágil. Lembra de quantas vezes você estava ótima e eu pensava: Dessa vez ela ficou boa e derrepente você queimava em febre e lá se vinha mais uma infecção, internação, exames e eu chorava ao ver você ali tão pequena e sendo tão judiada. Ate o seu primeiro ano de vida você gozou de saúde plena, mas sabe-se lá porque a sua saúde desandou, começamos a correr de medico em medico: neurologista, hematologista, oncologista, alergologista, imunologista, vários pediatras, endocrinologista, otorrinos, geneticista e etc…  Lembra de quantas vezes você teve sangramentos enormes e que as pessoas não conseguiam ficar calmas diante da situação e você dizia: “Calma. É assim mesmo…” E as madrugadas que saímos correndo pra emergência? Você sempre surpreende filha com sua calma diante das situações difíceis que você já passou… Tão pequena e tem tanta historia pra contar, tanta força que eu só tenho que me orgulhar de você e agradecer a Deus por ter você assim comigo.

Há um pouco mais de um mês tivemos que sair correndo da nossa cidade, pois você estava muito dodói chegando a GYN teve que passar por uma cirurgia e olha filha não pense que foi fácil te deixar na porta do centro cirúrgico, eu ti abracei, ti tranqüilizei, mas ali naquele momento meu coração estava em milhões de pedacinhos eu sentia uma vontade tão grande de chorar e olha não chorei na sua frente porque eu tinha que ser forte por você, eu via seus olhos tão pequenos e cheios de medo foi muito dolorido, eu pedi que Deus te guardasse e te protegesse de qualquer mal e assim ele o fez. Papai do Céu trabalha pra gente em dobro né?? Devemos agradecer em dobro também viu!

Quando fecharam as portas do centro cirúrgico eu chorei e Deus sabe o tamanho da dor que eu sentia naquele momento e era uma dor incompartilhavel. Orei, acreditei e esperei… algumas horas depois  me chamaram pra pegar você e olha não foi  fácil ti ver naquele estado, deveria ser proibido uma criança sofrer tanto daquele jeito… muito sangue, inchaço, dor, inquietação… passei 10 dias sem ouvir sua voz (e isso foi torturante porque você é a criança mais tagarela que já conheci), você vomitou mais do que eu já vomitei uma vida inteira (e olha quando eu estava grávida de você eu vomitava todos os dias, tipo telesena de hora em hora os 9 meses)

Mas o pior passou não foi meu amor?  Agora você está fazendo o tratamento direitinho e se sentindo a criança mais adulta do ultimo mês porque toma comprimido.(oi? Essa é você)  daqui um mês nós temos que voltar a  GYN para refazer seus exames e olha eu sei que vai dar tudo certo, vai sim!!

Hoje você faz um mês de cirurgia e é outra criança e só temos que comemorar, tudo bem que não é a comemoração que mamãe planejou afinal eu nem contava que fosse estar balonada agora mas sei que você está muito feliz aliás todos nós estamos felizes com sua recuperaça.

Parabéns filha por toda sua coragem, por toda sua força!!!! Que papai do céu continue te abençoando infinitamente e te fazendo essa garotinha serelepe, inteligente e que ele te encha de saúde muita saúde!!!

 

 

 

 

 

 

 

Um Beijo na pontinha do seu nariz que é pra você ficar ainda mais feliz!

Com amor,

Mamãe

16/07/11

 

out 012010
 

Ser mãe é apodrecer no paraíso.

Ser mãe é arriscar fazer uma programação para o final de semana e o filho acordar doente.

Ser mãe é estar de roupa nova, pronta pra sair e o filho começar a vomitar.

Ser mãe é amar incondicionalmente uma criatura catarrenta, cocozenta, peidorrenta e que de quebra vomita você inteira.

Ser mãe é ter uma vida totalmente imprevisível e mesmo assim não trocar essa vida por nada no mundo.

Hoje to meio Chicó (do alto da compadecida) não sei… só sei que foi assim… Gabriella dormiu muito bem e acordou vomitando e com febre.

Vou ali na URGIL apodrecer um pouco no paraíso.

© 2012 Brindo à vida Suffusion theme by Sayontan Sinha